Search your favorite song right now

1. Blade Master - Piloto

Blade Master - Piloto

Primeiro capítulo da história Blade Master. Veja também no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCapaa3HkNVJ5zfzqjXB-PDg/videos?view_as=subscriber

nothing at of , which is


2. Teddy Picker - Arctic Monkeys (COVER)

Teddy Picker - Arctic Monkeys (COVER)

Song - Teddy Picker Artist - Arctic Monkeys Cover - Alexsandro Guerra

nothing at of , which is


3. Matanza - Clube do Canalhas (COVER)

Matanza - Clube do Canalhas (COVER)

Música - Clube dos Canalhas Banda - Matanza Cover - Alexsandro Guerra Instrumental obtido através do Audacity.

nothing at of , which is


4. Mamonas Assassinas - Money (1406) (COVER)

Mamonas Assassinas - Money (1406) (COVER)

Música - money (1406) Artista - Mamonas Cover - Alexsandro Guerra

nothing at of , which is


5. Raimundos - A mais pedida

Raimundos - A mais pedida

Raimundos - A mais pedida Cover - Alexsandro Guerra

nothing at of , which is


6. Erun Ilê Aiyê part. Tunde Sparrow

Erun Ilê Aiyê part. Tunde Sparrow

Faixa número 5 do álbum Paralelo 22S que será lançado no segundo semestre de 2015. Beat por Jay Beats Gravação por Alexsandro Machado no Estúdio Zen Master e Mix por Rodrigo Locaut Arte por Espinho aka Os 35 Índios Álbum: Paralelo 22s Letra por Edgar Pereira. Provo a minha existência sem patencia no cartório Hoje que notório não se esquiva dessa violência Ignorante e patética, outros menos céticos Valorizam mais a estética do que a cultura Feio pra mim é ter aprendido a ler e não querer praticar Feio é o preconceito e a falta do que lhe amar Se a morte lhe traz medo procure a quem confiar Porque não precisas ferir ninguém pra querer se salvar E as Gangs estão nos senados e o bang-bang no mundo Cada coagulo da crise traz um coma profundo E as vezes entendo quando não dava suas entrevistas Porque o cheiro de morte é lucro pro colunista da revista Nike mão de obra escrava Mercadoria traficada além de criança explorada É uma das marcas mais usadas, enquanto a moral de um povo é pisada pela sua sola na vala Enquanto um cara se acha melhor que outros Só porque é consumista, mas na compra insulta ciêntistas e ambientalistas Achando- que já é artista, sem saber fazer sua parte Investindo no estilo narcisista da cidade Que persiste mas se reside, resiste. Nas ruas quantos não tem mas pra abrigo, falta o agilize. As estatísticas são visíveis Mas o governo ainda insiste que o baseado é igual a um rifle Me pondo no meio da guerra da polícia contra o crime. Todos tem histórias tristes, terror, ou é engraçado? Mas nos acertos da vida poucos te darão um obrigado! Nos erros você é cobrado não sobrando tempo nem pra consertar os corações que pelos caminhos ficaram quebrados. Corruptions, seductions, prostitutions in our nation And we don't want this anymore Com pouco tempo pra viver We don't want anymore E de ser feliz pouca probabilidade.

nothing at of , which is


7. "As Loucuras que as Mulheres Fazem"

Comédia. Depois de 10 anos de relacionamento casal resolve pedir o divórcio por causa "das loucuras que as mulheres fazem". "As Loucuras que as Mulheres Fazem", de Luciana Guerra Malta, é o terceiroo episódio do projeto "DIAL", mais uma parceria com os atores Alexsandro Palermo e Alexia Garcia. A idéia é a experimentação, a possibilidade de aprimorar o processo de interpretação do texto através do exercício num veículo que lida exclusivamente com interpretação, sonoridade e palavra, como únicos recursos de construção da "imagem". texto LUCIANA GUERRA MALTA direção e adaptação CAESAR MOURA estrelando CAESAR MOURA ALEXIA GARCIA participação especial ALEXSANDRO PALERMO edição e mixagem ALEXSANDRO PALERMO Criação CAESAR MOURA realização ALEXSANDRO PALERMO ALEXIA GARCIA CAESAR MOURA Parte do projeto DIAL www.projetodial.blogspot.com www.caesarmoura.com 2012

nothing at of , which is


8. Meus Dentes

  • Published: 2020-01-30T12:55:30Z
  • By Venosa
Meus Dentes

Música do álbum "Venosa - Uma opera Rock" Disponível em todas as plataformas digitais. ========== Meus Dentes Enquanto o mundo Muda meu mundo E enquanto o mundo me muda Eu mudo os dentes, dentes Olhos Enganam-me os olhos Meus olhos me enganam De um jeito inconsequente Dentes, meus dentes O dia passou E você nem prestou atenção É só ilusão Não dá pra piscar Esfregue as mãos Tente se esquentar que a vida acaba E se nada melhora acho que é melhor ir embora pra casa Num canto eu mudo Calado eu mudo No fundo o mundo me cala E eu mostro os dentes, dentes Vagando no mundo Um beco imundo Os olhos de um vagabundo que perde Os dentes, dentes, meus dentes O tempo passou E você nem prestou atenção É só ilusão (só ilusão) Não dá pra piscar Esfregue as mãos Tente se esquentar que a vida acaba E se nada melhora acho que é melhor É só ilusão Não dá pra piscar Esfregue as mãos Tente se esquentar que a vida acaba E se nada melhora acho que é melhor ir embora pra casa A vida passou E você nem prestou atenção ========== Siga a Venosa nas redes sociais: www.instagram.com/venosarock www.facebook.com/rockvenosa www.twitter.com/venosarock www.venosarock.com.br ========== Na Veia Produtora Autoria e Composição: Hugo Barata e Luiz Henrique Alves Produção Musical: Luiz Henrique Alves Intérpretes: Diogo Machado, Hugo Barata, Guilherme Vidal, João Guerra, Luiz Henrique Alves, Marlon Xavier Participação: Alexsandro Mororó, Rodrigo Nepomuceno

nothing at of , which is


9. De Volta Pro Céu (feat. Júlia Commiato)

  • Published: 2020-01-30T12:55:20Z
  • By Venosa
De Volta Pro Céu (feat. Júlia Commiato)

Música do álbum "Venosa - Uma opera Rock" Disponível em todas as plataformas digitais. ========== De Volta pro Céu Meus sonhos carrego comigo Um castelo de ilusões, um falso abrigo Queria te falar do desconhecido E pra quem possa interessar ganhar meu sorriso Não foi por mal Não pude aguentar Sem me entregar Abrir meu coração Hoje eu acordo só Me assusto quando o tempo bate em meu portão Chorando atendo com frio nas mãos Sinto seu beijo quente Eu achava que esse dia nunca ia chegar Fecho os olhos Pra me libertar Lembranças cortam como vidros Estilhaços de paixões nos deixam feridos Hoje eu acordo só E me assusto quando o tempo bate em meu portão Chorando atendo com frio nas mãos Sinto seu beijo quente Eu achava que esse dia nunca ia chegar Fecho os olhos Pra me libertar Me libertar E vou voar (e vou voar) De volta pro céu Recomeçar ========== Siga a Venosa nas redes sociais: www.instagram.com/venosarock www.facebook.com/rockvenosa www.twitter.com/venosarock www.venosarock.com.br ========== Na Veia Produtora Autoria e Composição: Hugo Barata e Luiz Henrique Alves Produção Musical: Luiz Henrique Alves Intérpretes: Diogo Machado, Hugo Barata, Guilherme Vidal, João Guerra, Júlia Commiato, Luiz Henrique Alves, Marlon Xavier Participação: Alexandre Putini, Alexsandro Mororó

nothing at of , which is


10. Melhor

  • Published: 2020-01-30T12:55:24Z
  • By Venosa
Melhor

Música do álbum "Venosa - Uma opera Rock" Disponível em todas as plataformas digitais. ========== Melhor Já é madrugada Na rua não há nada As vezes ouço passos De anjos na calçada Fecho a porta e me deito Penso que não me respeito A verdade não me seduz Então apago a luz Tudo era desse jeito Hoje já não tenho medo Abro os olhos e começo a sonhar E faço o mundo do meu jeito de pensar Sei o que é melhor agora Não deixo a vida me levar Porque o futuro é minha história A contar Criando novos laços Pra tudo que eu faço Os sonhos ganham vida São pontos de partida Tudo era de outro jeito Irreal e imperfeito Já não sou mais assim, não Hoje já não tenho medo Abro os olhos e começo a sonhar E faço o mundo do meu jeito de pensar Sei o que é melhor agora Não deixo a vida me levar Porque o futuro é minha história Hoje já não tenho medo Abro os olhos e começo a sonhar E faço o mundo do meu jeito de pensar Sei o que é melhor agora Não deixo a vida me levar Porque o futuro é minha história Hoje já não tenho medo, oh E faço o mundo do meu jeito de pensar Sei o que é melhor agora Não deixo a vida me levar Porque o futuro é minha história ========== Siga a Venosa nas redes sociais: www.instagram.com/venosarock www.facebook.com/rockvenosa www.twitter.com/venosarock www.venosarock.com.br ========== Na Veia Produtora Autoria e Composição: Hugo Barata e Luiz Henrique Alves Produção Musical: Luiz Henrique Alves Intérpretes: Diogo Machado, Hugo Barata, Guilherme Vidal, João Guerra, Luiz Henrique Alves, Marlon Xavier Participação: Alexsandro Mororó

nothing at of , which is


11. O Sopro

  • Published: 2020-01-30T12:55:40Z
  • By Venosa
O Sopro

Música do álbum "Venosa - Uma opera Rock" Disponível em todas as plataformas digitais. ========== O Sopro De onde vem essa figura estranha? Pra onde vai? Qual é o seu limite? Fascinante e ansiosa Poesia e medo Por que me identifico tanto? Por que me identifico tanto? Egoísta, dependente Racional e equivocada Chuva de areia em flores raras Quem é essa pessoa? Quem é essa pessoa? Eu? Eu? Um pouco de barro e um sopro Barro e um sopro Sopro! ... Ar Veio do nada Terra e água (e um sopor, um sopro) Veio do nada Terra e água A verdade está dentro Escondida... camadas Medo e orgulho Medo e orgulho Sou o centro Fruto do meio E no meu meio, sou fluido, vivo nu Pra você sou o que preciso ser A verdade está dentro Vá pro começo ========== Siga a Venosa nas redes sociais: www.instagram.com/venosarock www.facebook.com/rockvenosa www.twitter.com/venosarock www.venosarock.com.br ========== Na Veia Produtora Autoria e Composição: Hugo Barata e Luiz Henrique Alves Produção Musical: Luiz Henrique Alves Intérpretes: Diogo Machado, Hugo Barata, Guilherme Vidal, João Guerra, Luiz Henrique Alves, Marlon Xavier Participação: Alexsandro Mororó Ilustração: Luiza Guedes Animação: Luan Santos

nothing at of , which is


12. Infinito Particular

  • Published: 2020-01-30T12:55:34Z
  • By Venosa
Infinito Particular

Música do álbum "Venosa - Uma opera Rock" Disponível em todas as plataformas digitais. ========== Infinito Particular Um quarto de uma vida mal vivida Atitudes dedicadas Ao seu umbigo Um frágil ombro amigo A um passo de uma mão que apunhalava Há sempre um risco Infinito particular Calçado num sorriso estampado Feito uma ferida aberta Rindo sozinho Vaidade que me pôs contra vontade A uma janela indiscreta Pro seu mundinho Sou eu a te chamar Corpo a se esgotar Pena que você Não tá ouvindo nada Não Sou eu a te chamar Corpo a se esgotar Sou sede da sede Seco pra te dar Metade da verdade pra te completar Pena que você Um quarto de uma vida mal vivida Atitudes dedicadas Ao seu umbigo Um frágil ombro amigo A um passo de uma mão que apunhalava Há sempre um risco Infinito particular Calçado num sorriso estampado Feito uma ferida aberta Rindo sozinho Vaidade que me pôs contra vontade A uma janela indiscreta Pro seu mundinho Sou eu a te chamar Corpo a se esgotar Pena que você Não tá ouvindo Tudo a se esgotar Não tá ouvindo nada Não tá ouvindo Pena que você Não tá ouvindo nada Não tá ouvindo Nada, nada ========== Siga a Venosa nas redes sociais: www.instagram.com/venosarock www.facebook.com/rockvenosa www.twitter.com/venosarock www.venosarock.com.br ========== Na Veia Produtora Autoria e Composição: Hugo Barata e Luiz Henrique Alves Produção Musical: Luiz Henrique Alves Intérpretes: Diogo Machado, Hugo Barata, Guilherme Vidal, João Guerra, Luiz Henrique Alves, Marlon Xavier Participação: Alexsandro Mororó

nothing at of , which is